Jornal Gazeta Regional

Ministério da Saúde abre consulta pública sobre incorporação de tecnologias para o tratamento da asma

Ministério da Saúde abre consulta pública sobre incorporação de tecnologias para o tratamento da asma

Imagem de capa
Brasil 61
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Ministério da Saúde abriu consulta pública para saber a opinião da população sobre a incorporação de novas tecnologias para o tratamento da asma no País. O órgão pretende mudar o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da Asma. O prazo para o envio das contribuições vai até 15 de junho pelo site da Conitec, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde. 

Como se tratam de novas tecnologias para uso no Sistema Único de Saúde (SUS), o processo é submetido à consulta pública. Qualquer pessoa ou instituição pode participar, seja com contribuições de natureza técnica e científica, por parte de especialistas, pesquisadores e profissionais da saúde, seja com contribuições de experiência com a asma, no caso da população. 

De acordo com o órgão, a asma é uma doença inflamatória das vias aéreas que dificulta a respiração. Pode ser causada por fatores genéticos associados a substâncias irritantes para as vias aéreas, como fumaça, poeira e mofo, quanto por outros estímulos, como frio e até fatores emocionais. Segundo as autoridades de Saúde, o Brasil tem uma das maiores prevalências de asma no mundo.
 



Fonte: Brasil 61

Fonte

Brasil 61
  • COMPARTILHE

Ministério da Saúde abre consulta pública sobre incorporação de tecnologias para o tratamento da asma

31/05/2021 09:03


O Ministério da Saúde abriu consulta pública para saber a opinião da população sobre a incorporação de novas tecnologias para o tratamento da asma no País. O órgão pretende mudar o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da Asma. O prazo para o envio das contribuições vai até 15 de junho pelo site da Conitec, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde. 

Como se tratam de novas tecnologias para uso no Sistema Único de Saúde (SUS), o processo é submetido à consulta pública. Qualquer pessoa ou instituição pode participar, seja com contribuições de natureza técnica e científica, por parte de especialistas, pesquisadores e profissionais da saúde, seja com contribuições de experiência com a asma, no caso da população. 

De acordo com o órgão, a asma é uma doença inflamatória das vias aéreas que dificulta a respiração. Pode ser causada por fatores genéticos associados a substâncias irritantes para as vias aéreas, como fumaça, poeira e mofo, quanto por outros estímulos, como frio e até fatores emocionais. Segundo as autoridades de Saúde, o Brasil tem uma das maiores prevalências de asma no mundo.
 



Fonte: Brasil 61

Fonte: Brasil 61

Publicidade

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível .'.